Quarta-feira, 5 de Maio de 2010

Poema - Ironia

 

 

Por mero acaso o conheci!

Na altura nem me interessei,

Mas depois de muito pensar

é que pude realizar...

Que por ele me apaixonei!

Carinhoso, atencioso,

tudo o que podia desejar.

Mas não tardou a descobrir

que a seu lado não era meu lugar!

A principio não me importei,

Afinal era passageiro!

Até que... Chorei!

E descobri que era verdadeiro.

Tantos os que me quiseram,

Tantos os que fiz sofrer...

Mas só agora percebo, consigo ver:

Todos fiz sofrer,

Muitas foram as promessas esquecidas,

Histórias que nem chegaram a começar,

Histórias à partida... Perdidas!

Agora no seu lugar,

As coisas mudam de figura...

Sinto-me triste, deprimida!

Percebo como fui dura...

Outrora por todos desejada,

Hoje desejando alguém que não me quer,

Deixo para trás a criança!

E torno-me numa mulher!

Amar quem não me ama!

Ser amada por quem não quero!

É uma forma de gostar sofrida...

Sendo esta afinal a ironia da minha vida!

 

Sofia Santos

2004

 

Mais um poema escrito há alguns aninhos atrás, dedicado a uma daquelas paixões arrebatadoras que com o tempo não passam mesmo disso... Paixões! Hoje quando olho para este tipo de poemas dou conta de como a vida dá voltas e muitas vezes me questiono se não será mesmo obra do destino! Porque se no passado sofri... Hoje sou feliz! =)

 

 

 

 

Nota de Rodapé: Sem tempo para nada! =S
Escrito por Sophia às 10:43
link do post | Sublinha | Ver Sublinhados (21) | favorito
| | partilhar

.Páginas sobre mim

.pesquisar

 

.Março 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
28
29
30
31

.banda sonora

.páginas recentes

. Poema - Ironia

.páginas arquivadas

. Março 2012

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

.tags

. todas as tags

.favoritos

. Terna Lembrança

.mais sublinhados

21 Sublinhados

.subscrever feeds